Para os amantes da ilusionismo, ter os kits de magia mais incríveis é uma necessidade.

Os truques de cartas mais clássicos encabeçam a lista de preferência dos aficionados da magia. Mas algum dia se questionou qual a origem destas técnicas? A história desta incrível arte é muito interessante e merecedora de ser partilhada.

Em seguida, vamos levá-lo numa breve viagem de regresso ao passado para conhecer um pouco mais sobre os primórdios do ilusionismo, e e ainda lhe deixaremos instruções simples e práticas para executar um dos mais divertidos truques de cartas, ideal para principiantes.



A história do ilusionismo e dos truques de cartas


O ilusionismo é a arte de encenar truques que envolvem desaparecimentos e transformações utilizando objectos, animais e até mesmo pessoas. O mais antigo registo de uma actuação de magia está narrada num papiro egípcio, escrito por volta de 2000 a.C, que conta o percurso de um mágico chamado Dedi na corte do faraó Kéops.


Um dos números de Dedi mais famosos e que ficou imortalizado era o dos corpos decapitados ressuscitados, quando ele lhes voltava a colocar as cabeças no sítio. Na Europa, o ilusionismo demorou a ser difundido, pois a maioria da população era analfabeta e bastante influenciada pelos dogmas impostos pela Igreja, que tudo associava a bruxaria e a pactos com o diabo.


Durante o século XVI, um livro foi fundamental para a história da magia. Reginald Scott, um burguês dono de uma quinta, que vivia no condado de Kent, em Inglaterra, saturado da perseguições e condenações injustas de que eram alvo os ilusionistas,  decidiu estudar a arte da magia com profissionais e escrever o livro «The Discovery of Witchcraft» (A descoberta da bruxaria), onde explicava minuciosamente vários fundamentos da magia, fundamentos estes utilizados até aos dias de hoje.


Actualmente, os profissionais de magia, ou ilusionistas, como são mais conhecidos, conquistaram o respeito de todo o tipo de público. As performances mais comuns, hoje em dia, têm que ver com truques de cartas, pois são actuações que cativam muito os espectadores pela destreza das mãos, habilidades com ilusões de óptica e criatividade que exigem.



O truque dos «quatro reis»


Tal como foi já referido anteriormente, os truques de cartas são das técnicas de ilusionismo mais populares e requisitadas. Mas conseguir executar os melhores truques de cartas requer muita experiência.


Nesse sentido, e para incentivar os iniciantes que gostam desta arte a praticar em casa, aqui deixamos o «passo a passo» de um dos truques mais populares e simples para fazer com um baralho:




1 - Disperse cada um dos reis (ou valetes, se for a sua preferência) e três cartas extras de qualquer género.


2 - Apresente as cartas, ao abrir apenas os quatro reis e ao esconder as cartas extra atrás do quarto rei.


3 - Explique que os reis vão roubar um banco, entrando através de um telhado.


4 -Amontoe todas as cartas sobre o baralho. As três cartas de cima são as sobressalentes e o público jura a pés juntos que são os reis.


5 - Pegue na primeira carta do monte. Sem que se mostre qual é, apenas avise que ela irá para o primeiro andar do banco, pondo-a perto do fundo.


6 - Mande o segundo «rei» para o segundo andar, colocando a carta no meio do baralho.


7 - Por outro lado, o terceiro rei fica no cofre no meio. Mas atenção: não se deve colocar nenhuma das cartas muito perto do topo: afinal de contas, os verdadeiros reis encontram-se em cima.


8 - O quarto rei fica em cima a vigiar tudo. Pegue nele e mostre-o ao seu público.


9 - O rei de cima faz um aviso: a polícia está a chegar e, por isso, é necessário que todos venham para o topo do prédio. Ele bate no telhado. Bata quatro vezes no baralho.


10 - Finalmente, termina-se o truque, com a exibição das quatro cartas do topo à plateia.... que são todas com figuras de reis.



Para ficar a saber mais sobre truques de cartas, visite a sua loja de magia online.